Ludera

Conheça 5 sintomas de estresse no trabalho e como avaliá-los

Conheça 5 sintomas de estresse no trabalho e como avaliá-los

Segundo a revista Exame, nove em cada dez brasileiros apresentam sintomas de ansiedade que podem ser brandos ou incapacitantes. O mesmo artigo diz que muitas pessoas atribuem ao trabalho a causa para o seu alto nível de irritabilidade. Mas quais são os sintomas de estresse no trabalho?

Se você sente que faz parte dessa estatística, fique atento. Neste artigo, esclareceremos esse assunto para você. Acompanhe!

O que é o estresse?

O estresse é bem diferente de um cansaço normal. No segundo caso, o indivíduo recupera-se após uma boa noite de sono ou um momento de descontração. Por outro lado, a pessoa estressada vive preocupada e não consegue relaxar de maneira nenhuma.

Há dois tipos de estresse:

  • o saudável — aquele que nos estimula positivamente para realizar as atividades do dia a dia e fazer planos; 
  • o patológico — que manifesta sintomas prejudiciais em sentido mental e físico e, se não tratado, pode resultar em depressão.

Para entender se o seu estresse está em um nível alto, é preciso ficar atento a alguns sinais que o corpo apresenta. A seguir, falaremos sobre isso.

Quais são os sintomas do estresse?

Preste atenção a alguns sintomas se perceber que o nível de estresse está alto demais. Conheça os principais!

1. Alteração de humor

Um dos sintomas de estresse no trabalho mais clássicos é a oscilação do humor. Normalmente, a pessoa começa a se sentir irritada e sem vontade de interagir com outros. Quando ela está na companhia de amigos, por exemplo, assuntos que antes a faziam dar boas gargalhadas ficam desinteressantes.

Além disso, tudo é motivo para perturbação. Às vezes, pequenas situações que poderiam ser relevadas ou tratadas com humor tornam-se grandes problemas e geram ansiedade.

2. Cansaço

A sensação é como se uma bola de ferro estivesse amarrada aos pés ou uma bigorna pesando sobre a cabeça. Essa impressão dura o dia inteiro. E não importa quanto tempo a pessoa passe dormindo ou descansando, esse “peso” não vai embora.

Devido a isso, o indivíduo não tem vontade de fazer atividades de lazer. Até mesmo um serviço antes prazeroso, como trabalhar no que gosta, torna-se um fardo, algo que será feito sem motivação e realização.

3. Isolamento

Como o nível de ansiedade está muito alto, as emoções normais do ser humano começam a ser sufocadas. Pode acontecer do indivíduo não conseguir expressar o que está sentindo ou nem ter vontade de falar sobre isso.

Como consequência, ele se isola. Qualquer interação é um processo muito desgastante e ficar sozinho é como se fosse um período desestressante, mas só aparentemente. Na verdade, essa atitude é a porta para a depressão: um dos estágios avançados do estresse.

4. Enfermidades

O estresse abre o caminho para muitos sintomas fisiológicos, como:

  • a queda da imunidade;
  • infecções;
  • obesidade;
  • dores de cabeça e musculares; 
  • perda de cabelo.

Ademais, algumas patologias podem ser desenvolvidas. Entre elas estão:

  • úlcera;
  • gastrite;
  • doenças cardiovasculares;
  • câncer;
  • lúpus; 
  • irritações na pele.

5. Problemas de concentração

O nível de concentração e atenção entra em decréscimo. Por isso, fica difícil o simples ato de se lembrar de compromissos, tarefas e informações do cotidiano, como o nome de colegas de trabalho e o caminho de casa. Esses esquecimentos tornam-se cada vez mais frequentes e efetivos.

Caso esteja sentindo um ou mais desses sintomas, procure ajuda de um médico. Com certeza, ele indicará um bom tratamento e você continuará a sentir prazer no trabalho e na sua vida.

O que achou de nosso artigo? Ficaram bem claros quais são os sintomas de estresse no trabalho? Lembrou-se de outros sinais desse problema? Então, deixe o seu comentário neste post e compartilhe, conosco e com os outros leitores, suas impressões e experiências!

Deixe uma resposta

Fechar Menu